Friday, August 7, 2015

A diferença entre os anos 50 e 60 / The difference between the 50's and the 60's



Olá little swans! Se vocês estudaram profundamente a moda do século 20, já perceberam que é comum que algumas pessoas confundam os anos 50 com anos 60. A verdade é que as décadas são completamente diferentes! Muita coisa mudou em 10 anos: a moda, a música, a maquiagem, as pessoas, os padrões de beleza, os ícones, as cores, os penteados. "Mas Amyh, pra mim é a mesma coisa!". Calma! Eu posso lhe explicar as diferenças!
Hello little swans! If you have studied the fashion of the 20th Century, you may have noticed that there are some people who mistake the 50's with the 60's. The truth is that those decades are completely different! So many things changed in 10 years: the fashion, the music, the makeup, the people, the beauty standarts, the icons, the colors, the hairstyles. "But Amyh, they're the same for me!". Slow down! I can explain you the differences!

A moda e seus ícones e a "revolução" da minissaia / 
The fashion and its icons and the miniskirt "revolution":

Marilyn Monroe e Twiggy são os maiores ícones da moda de suas décadas /
Marilyn Monroe and Twiggy are the biggest icons of the fashion of their decades

Apesar do surgimento do feminismo nos anos 40, as mulheres ainda eram forçadas a usarem roupas mais comportadas. As saias godês e lápis eram extremamente populares e quase todas atingiam a altura dos joelhos, embora algumas fossem um pouco mais longas. Com suas madeixas platinadas, lábios vermelhos, sombra branca e delineador gatinho, Marilyn Monroe foi a grande referência em moda, maquiagem e cabelos da década. Pensar em moda dos anos 50 é pensar em Marilyn.
Though the appearance of feminism in the 40's, women were still forced to wear clothing that would cover their skin. Flared and pencil skirts were extremly popular and almost all of them were knee-lenght, but some were a bit longer. With platinum hair, red lips, ivory eyeshadow and cat-eye eyeliner, Marilyn Monroe was the big reference in fashion, makeup and hairstyle of that decade. Think in 50's fashion is think about Marilyn. 


Nos anos 60, o feminismo ganhou força, e com isso as saias se encurtaram. Os tecidos ganharam mais cores e estampas e os acessórios se tornaram mais espalhafatosos e grandes. O glamour da Hollywood dourada perdeu espaço para os olhos grandes de Twiggy, já que Marilyn veio a falecer logo em 1962. E assim, o batom vermelho caiu em desuso e os primeiros batons cor-de-rosa foram lançados, assim como os esmaltes. O delineador passou a ser usado também nas pálpebras para criar a ilusão de grandes olhos. Os cílios postiços fizeram sua primeira aparição. Twiggy fez do cabelo liso curto uma tendência, enquanto Brigitte Bardot foi a responsável pela febre dos cabelos "beehive" ("colmeia"). Confira tutoriais de maquiagens dos anos 50 e 60 aqui e aqui (tutoriais da época!). 
In the 60's, feminism got stronger, and with that the skirts got shorter. The fabrics got more colors and prints and the accessories became fancier and bigger. The golden Hollywood glamour lost its space for Twiggy's big eyes, as Marilyn passed away in 1962. Then, the red lipstick wasn't trendy anymore and the first pink lipsticks were released, same with nail polishes. Eyelines was also used in the eyelids to create a big eye illusion. False eyelashes did their first appearance. Twiggy made the straight short hair a trend, while Brigitte Bardot was responsible for the "beehive" hair fever. Check out makeup tutorials from the 50's and 60's here and here (REAL vintage tutorials!).



Movimentos sociais / Social movements:


Ah, rockabilly! Eu sei que você ama! Mas se você acha que rockabilly é só jaqueta de couro, brilhantina, rock e tatuagens, pode parar por aí! Rockabilly é muito mais do que roupas e música! Eles foram um movimento pós e anti-guerra, rebeldes que queriam curtir a juventude ao extremo (organizando rachas bem perigosos e festas com muita bebida e rock). Eu estudei o movimento rockabilly esse ano e eu adorei saber sobre como esses jovens viviam. Você pode assistir Cry-Baby e Juventude Transviada para entender melhor o rockabilly além do gênero musical. 
Ah, rockabilly! I know you love it! But if you think that rockabilly is only about leather jackets, grease, rock and tattoos, just stop it now! Rockabilly is so much more than clothing and music! They were a post and anti-war movement, rebels who just wanted to live their lives to the extreme (organizing extremly dangerous races and parties with lots of alcohol and rock). I studied the rockabilly movement this year and I loved to know about how those guys used to live. You can watch Cry-Baby and Rebel Without a Cause to understand better the rockabilly besides the music genre. 

Bem, eu não acho que eu tenha muito o que falar dos hippies, todo mundo sabe bem quem são eles. O movimento surgiu entre os jovens no início dos anos 60. Eles pregam a paz, o amor, a harmonia, o contato com a natureza e o uso de drogas como a cannabis. 
Well, I don't think that I have too much to say about hippies, everyone know them well. The movement began among the younger people in the early 60's. They preach peace, love, harmony, the connection with nature and the use of drugs as the cannabis. 


"Amyh, mas e os beatniks?". Acabamos de chegar nessa parte! Eles foram um movimento forte em ambas as décadas. Foram um grupo anti-materialista, praticamente o que hoje seriam os hipsters. Apoiavam o uso de drogas, muitos eram budistas, eram amantes do jazz e o estereótipo era adotado principalmente por universitários. Ficaram populares pelos óculos escuros, bongos e roupas pretas. Assista aqui o vídeo de uma transformação de uma garota beatnik para uma dama de classe nos anos 60. 
"Amyh, but what about the beatniks". We've just came to it! They were a strong movement in both decades. They were an anti-materialism group, basically what we call as hipsters nowadays. They supported the use of drugs, many were buddhist, they were jazz lovers and the stereotype were mainly adopted by college students. They became popular by the sunglasses, bongos and dark clothing. Watch here the video of the makeover of a beatnik girl to a upper-class lady in the 60's. 

Esse foi um breve resumo sobre as diferenças entre os anos 50 e 60. Existem muito mais coisas, mas são muitas coisas MESMO, como no cinema, televisão, etc. Então sinta-se livre para pesquisar e saber mais! Isso é tudo! Espero que tenha gostado! Um grande beijo!
This was a resume about the differences between the 50's and the 60's. There are so much more, but I mean, there's REALLY a lot of stuff, as in the cinema, television, etc. So feel free to search and know more! That's all folks! I hope you liked it! Kisses!

4 comments:

  1. Pior que muita gente dá uma festa temática "anos 60" e vai todo mundo de saia rodada de bolinha. Não gente, NÃO! x.x

    Um fato sobre o encurtamento das saias que não foi comentado é que foi bem nos anos 60 que surgiu as pílulas contraceptivas. Ou seja, mulheres cada vez mais donas das próprias pernocas ;D

    Foi um breve-breve-breeeeve resumo mas as imagens foram bem ilustrativas.

    Beijos de glitter!

    ReplyDelete
  2. Amyh! Que surpresa boa! Vi seu comentário esses dias. Obrigada pelo apoio, viu? ♥
    Infelizmente as fotos ficaram perdidas... Não tinham muitas, mas mesmo assim, eu não tinha transferido pro computador... Infelizmente já foi.
    (Estou te seguindo nesse novo blog.)

    Há alguns semestres estudei os anos 50 e 60 na faculdade, comecei a gostar bastante, pois até então, não eram meus anos preferidos. Pensava que não tinha tanta diferença assim, mas tem uma diferença grande depois que você pega livros de história da moda e começa a analisar os grupos e o que acontecia na sociedade entre esses anos.
    É legal pensar que, muito além do gênero musical, cada grupo e estilo tinham suas próprias "ideologias" (não sei se eu poderia usar essa palavra, mas deixo entre aspas). Apesar de ter sido um resumo, ficou bem explicado, gostei <3

    Beijos ;*

    ReplyDelete
  3. Sou uma pessoa muito confusa para escolher uma época acho todas lindas
    e cada uma tem uma coisa em especial,mas os anos 50/60 foram e é uma inspiração para mitas pessoas.
    Beijos
    cherrycriis.blogspot.com

    ReplyDelete
  4. Os anos 50 e 60 são, de certa forma, muito especiais para mim apesar de me concentrar mais no início do século. Todas as décadas tem seu charme, sua essência, e é sempre bom saber diferenciá-las quando for buscar referências de estilo! =)

    Beijos, Pri
    vintage.blogspot.com

    ReplyDelete