Saturday, November 19, 2016

Raven Hair Diaries #1: Tonalizando pela primeira vez / Coloring for the first time


Eu percebi que nunca havia falado de cabelo aqui no Boudoir. O que é bem engraçado porque falo de maquiagem, produtos para pele, mas nunca havia tocado no assunto de cabelo. Como eu estou começando a me importar mais com minhas madeixas, pensei que seria legal ter um cantinho no blog só pra falar disso, e como sou legalmente morena, pensei em apelidá-lo de "Raven Hair Diaries". Agora vou deixar vocês saberem quais produtos capilares venho usando, dicas de penteados vintage e também vou providenciar resenhas, okay? Podem reclamar nos comentários se eu quebrar a promessa, haha!
Achei que esse seria o momento perfeito para começar a falar de cabelo, já que o tonalizei pela primeira vez. Meu cabelo até então era virgem, ou como Regina George diria, "meio-virgem"; no final de 2014, havia tingido metade dele para fazer um ombré vermelho inspirado na Harley Quinn no DLC "Harley Quinn's Revenge", do jogo Batman: Arkham City. Na época, eu era louca pra ter cabelo colorido e deixar de ser morena, odiava cortar, e esse ombré foi o máximo que minha mãe autorizou. Em agosto de 2015, se não me engano, eu enjoei e cortei não só pra remover o ombré, como pra facilitar fazer penteados vintage (se Veronica Lake não é sua inspiração e seu cabelo for pesado e grosso como o meu, é difícil manter erguido até um victory roll pequeno). E, por algum motivo, eu desapeguei totalmente do sonho de ter cabelo fantasia. Não sei explicar o que aconteceu, se Bettie, Dita e Audrey me visitaram em um sonho e me mandaram "manter a morenice" ou se foi porque fiz amizade com gente que se mata pra ter um cabelo preto. Tudo bem, eu realmente descobri ótimas role models morenas (além das três que mencionei, Krysten Ritter, Jane Russell, Elizabeth Taylor, Veronica de "Archie", Hedy Lamarr e Ava Gardner são inegavelmente espetaculosas. A Krysten em "Don't Trust the Bitch in Apartment 23" me divertiu tanto que ela foi possivelmente a responsável pelo meu desapego), mas eu havia jurado a mim mesma que iria pintar de todas as cores possíveis. Ainda quero saber como eu seria loira, mas só daqui a muitos anos - muitos mesmo.
I've realized that I've never talked about hair in the Boudoir before. Which is funny because I talk about makeup, skin care, but I have never mentioned hair. Since I've started to take some extra care with my locks, I thought that it would be a nice idea to have a little corner in the blog to talk exclusively about it and since I'm legally brunette I decided to name it "Raven Hair Diaries". Now I'll let you know which hair products I've been using, vintage hairstyle tips and I'll also post a few reviews. You can complain in the comments if I break my promise, haha!
I thought that it would be nice to start talking about hair, I've colored it for the first time. My hair was virgin then, or as Regina George would say, "half virgin"; In the end of 2014, I had colored half of it to do an ombré inspired by Harley Quinn in the "Harley Quinn's Revenge" DLC for Arkham City. Back in that time, I was DYING to color my hair in fantasy shades and no longer be a brunette, I used to hate to cut it, and that ombré was the only thing my mom authorized. In August 2015, if I remember it right, I got bored of it and I cut not only to remove the ombré but make it easier for vintage hairstyles (if Veronica Lake is not your hair inspo and your hair is heavy and thick as mine, it's pretty hard to keep up a victory roll). And, for some reason, I wasn't interested in fantasy hair colours anymore.  I don't know what happened, if Bettie, Dita and Audrey met me in a dream and told me to "keep it brunette" or if it's because I became friends with people who struggle so hard to keep their hair black. Fine, I really had discovered great black-haired role models (besides the three names I mentioned, Krysten Ritter, Jane Russell, Elizabeth Taylor, Veronica from "Archie", Hedy Lamarr and Ava Garner are undeniably wonderful. Krysten in "Don't Trust the Bitch in Apartment 23" made me laugh so much that she's probably responsible for my decision), but I had promised myself that I'd dye my hair in as many colors as possible. I still want to know how I'd look as a blonde, but it's only happening in a lot of years - really, a lot. 


ENFIM, chega de falar do passado e vamos contar as novidades; eu quis tonalizar para deixar meu cabelo ainda mais escuro e dar um trato nos fios queimados. Quem tem cabelo preto natural sabe que o maior ponto negativo dele é o quanto é sensível ao sol. Escolhi o tonalizante da linha Natucor da Embelleze, que tem vários componentes naturais na fórmula, é bem baratinho e não testa em animais, na cor 1.7 - Jameão Preto Azulado, a mais escura da marca, e como tenho muuuuito cabelo, comprei duas unidades (como a própria marca recomenda). Aproveitei pra fazer um banho de brilho junto, que é um procedimento bem fácil e excelente pra cabelo preto e após o uso de química.
Pra quem não conhece o banho de brilho, existem vários tipos, mas aqui vai a "receita" da que eu fiz: misture duas colheres de creme hidratante de cor branca da sua escolha ao tonalizante (sim, tem que ser o tonalizante porque ele não tem amônia). Você também pode adicionar algumas gotinhas de ampola de vitamina, coisa que não fiz, mas fica a dica; com o cabelo úmido, aplique a tintura normalmente, deixe agir pelo tempo recomendado do seu tonalizante e enxague, finalizando com uma máscara também de sua preferência.
ANYWAYS, moving foward; I wanted to dye it to darken my natural color and get rid of sunburnt hair. Natural brunettes know that its biggest con is how sensible to sunrays it is. I chose an ammonia-free dye from Natucor, a line that belongs to a Brazilian brand called Embelleze - the price is great and they don't test on animals. I picked their darkest shade, which is a blue black, and I bought two because I have a loooot of hair. I decided to do a homemade gloss treatment with it, it's very easy and really good for black hair and after using chemicals. 
There are many ways to get a gloss treatment, but here's the "recipe" of how I made it: mix two spoons of a white/clear hair moisturizing cream of your choice to the ammonia-free dye (yes, it has to be an ammonia-free dye). You can also add a few drops of vitamin ampoule, I didn't, but that's a nice tip; with your hair wet, apply the dye, leave it for the time recommended by the brand you chose and wash, finishing with a hair mask of your choice. 


Produtos que usei (além do tonalizante) /
Products I've used (besides the ammonia-free dye):

♥ Shampoo Óleo Hidratação da Seda: Eu sei, eu sei - Seda pertence a Unilever, logo, tem testes em animais. Mas no momento é o que estou usando porque meu cabelo vem reagindo muitíssimo bem aos produtos da Seda e ainda não encontrei um shampoo que possa substituir. Assim que eu descobrir um shampoo cruelty-free que esteja à altura ou melhor, Seda vai pra minha lista negra. Por enquanto, continuarei usando os produtos, até porque é a única marca que conheço com shampoos para cabelos pretos.
♥ Creme de tratamento Recarga Natural Força Antiquebra da Seda: Olha, não vou dizer que resolve 100% meu problema com quebra porque não resolve, mas notei uma diferença considerável desde que comecei a usar. Misturado ao tonalizante, tirou aquele cheiro de tinta. 
♥ Máscara de hidratação de óleo de coco da Fiovit: Usei o sachê de uso único e gostei MUITO, ele tem aquela "oleosidade" comum do óleo de coco junto à consistência de uma máscara. Porém, eu contatei a marca para perguntar a respeito de testes em animais (não achei nenhuma informação pela internet) e a resposta foi um tanto bizarra. Eu não sei se devo colocar a Fiovit na minha lista negra ou não:
♥ Óleo Hidratação shampoo by Seda (Sunsilk/Sedal/Elidor): I know, I know - Sunsilk belongs to Unilever, which means animal testing. But I'm using their products at the moments because they're doing wonders to my hair and I didn't find a cruelty-free shampoo on the same level or better, not yet. I'll black-list it when I find. Meanwhile, I will be using their products, plus it's the only brand I know with a line for black hair. 
Recarga Natural Força Antiquebra moisturizing cream by Seda: Like, I'm not gonna say that it solves my problem with broken hair completely because it doesn't, but I noticed a huge difference since I've started using it. It removed the stinky scent of hair dye when mixed to the ammonia-free dye. 
♥ Coconut oil mask by Fiovit: I used a single-use sachet and I liked it A LOT, it has that common oily texture of coconut oil with the consistency of a mask as well. But I've contacted the brand to ask about animal testing (couldn't find any information in the web) and their answer was kinda weird. Not sure if I should black-list Fiovit or not:

"Our products are developed and tested for human use, we don't do animal testing, I can't tell you if it's safe."

Resultado final / Final results:


Eu não sei se fica muito perceptivo na foto, mas nossa, dá uma diferença grande sim! O banho de brilho deixou meu cabelo maravilhoso, super lustroso, sedoso, macio e até mais leve. O resultado da cor, bem escuro com um fundo levemente azulado, me fez até pensar nas moças das artes do John Willie ♡ Estou bem feliz e vou continuar tonalizando e fazendo o banho, todos os meses, descobrindo o poder das madeixas negras!
Not sure if you can spot any difference in the picture, but it is really different now! The gloss treatment made my hair wonderful, so shiny, silky, smooth and even lighter. The result of the coloring was very dark with a slightly blue background, made me think of the ladies from John Willie's illustrations  I'm very happy with it and I'll keep coloring it and getting the treatment, every month, and discovering the power of raven locks! 

Isso é tudo pessoal! Espero que tenham gostado, principalmente as morenas! Beijos!
That's all folks! Hope you guys liked it, specially the brunettes! Kisses!

4 comments:

  1. Ficou lindo Amyh! Queremos mais fotos hehehe
    Esses dois produtos Seda eu conheço, são ótimos, principalmente o de óleos!

    Beijos,
    Pri
    www.vintagepri.com.br

    ReplyDelete
    Replies
    1. Só não posto mais fotos porque não dá pra ver tanta diferença através de selfies, mas obrigada <3 beijos!

      Delete
  2. Finalmente comentando aqui!

    Eu não entendo nada de cabelos pretos por motivos um tanto quanto obvios. O meu aliado no caso são produtos de camomila quando quero dar uma clareada (que é bem sutil).

    Falar em tonalizante me fez lembrar a epoca que queria usar um pra ficar ruiva. Mas a preguiça fala mais alto. Asism como ter cabelo todo colorido. huahauha

    Acho que uma peruca de qualidade é melhor que vc descolorir o cabelo pra ser loira.

    Beijão!
    http://sussurrodoar.blogspot.com.br/

    ReplyDelete
    Replies
    1. O problema é ter paciência pra usar peruca, com esse monte de cabelo pesado que eu tenho hehe! Seu cabelo por ser bem loiro é facinho tonalizar de ruivo!

      Delete